ESTADÃO MANDA RECADO NA SPFW

Desde o ano passado, o Grupo Estadão aborda de maneira impactante uma das questões cada vez mais relevante para a sociedade atual: igualdade entre gêneros.
Pensando nisso, durante o desfile do estilista Amir Slama, o grupo levou modelos com mensagens pintadas nos corpos para as passarelas da SPFW.

O detalhe inusitado ficou por conta da tinta escolhida: ela só aparece nas fotos feitas com flash, ou seja, quem estava no desfile pôde, ao fotografar com celular ou câmera profissional usando flash, ler as mensagens secretas.

A intenção da ação era convidar homens e mulheres para uma reflexão sobre o assédio sexual: “Encontramos uma nova forma de chamar a atenção para uma questão que deveria ser óbvia: a liberdade das mulheres de se vestirem como quiserem, sem que isso seja interpretado de forma diferente pelos homens”, explica Marcelo Moraes, Diretor de Marketing do Grupo.

As frases diziam: “Decote não é convite.”, “Minha saia não é permissão.”, “Me visto como eu quiser.” e “Perna de fora não é provocação.”. A ação foi ativada no evento pela hashtag #decotenaoeconvite e foi um grande sucesso de mídia espontânea.

Dica da Redatora Larissa Aragão.

Fonte: AdNews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *